sábado, 2 de janeiro de 2010

A celebridade da década

Gisele Bündchen foi a mais influente, a mais invejada, a que mais faturou. E não precisou de escândalos para brilhar com intensidade

Übermodel: mais do que super, acima de top. O título foi criado para a celebridade mais superlativa da década. Gisele Bündchen, brasileira com nome alemão, gingado tropical e nariz polêmico, acabou com o reinado das modelos branquelas e simétricas. Em 2000, começou a coleção de títulos: a modelo mais bonita do mundo, segundo a revista Rolling Stone. Em 2004, a mais bem paga, segundo a Forbes. Gisele fez mais de 500 capas de revistas. Por cinco anos, ofuscou o namorado, Leonardo DiCaprio, no território dele: Hollywood. O namoro acabou, mas a cotação de Gisele não parou de subir. Sua fortuna é avaliada em US$ 150 milhões. Neste ano, aos 29 anos, casou-se e virou mãe em segredo. O fim de ciclo perfeito para uma peculiar trajetória desta década: sucesso sem escândalo.














BELA E RICA
Gisele Bündchen colecionou supertítulos nesta década
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário