quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

‘Sobrancelha zero’ é modinha entre as tops da SPFW

Modelos estão raspando ou descolorindo as sobrancelhas.
Ícone do visual é a russa Uliana Tikhova, de 15 anos.

Uma estranha modinha entre as tops está intrigando o público que acompanha os desfiles da São Paulo Fashion Week nesta temporada. Algumas das moças simplesmente abriram mão de suas sobrancelhas – ora totalmente raspadas, ora apenas descoloridas.

Modelos com 'sobrancelha zero' nos desfiles das grifes Erika Ikezili, Gloria Coelho e Huis Clôs na SPFW. (Foto: Daigo Oliva e Raul Zito/G1)

Um dos ícones dessa invenção fashionista é a russa Uliana Tikhova, que desfilou para a grife Animale na quarta-feira (20). De pele alvíssima e cabelos bem pretos, a moça tem sobrancelhas que são praticamente invisíveis.


“Descolori aqui no Brasil. Desfilei para uma marca no Fashion Rio que me pediu isso”, contou a russa, que com apenas 15 anos é destaque da nova geração de supermodelos. “Agora estou com medo de voltar à cor natural. Já pensou se dá errado e eu fico com a sobrancelha verde?”.


liana adotou o visual nos trópicos, mas as belas que trabalham na moda europeia abraçaram a causa da “sobrancelha zero” há mais tempo. As brasileiras Viviane Orth, Barbara Berger e Chris Jurach são exemplos.


Nem a top model número 1 do mundo da moda escapou do modismo. Na última temporada de SPFW, a gaúcha Raquel Zimmermann - eleita pelo site Models.com como a melhor modelo da atualidade – apareceu por aqui com o visual.


Tudo a pedido da dupla de fotógrafos holandeses Inez van Lamsweerde & Vinoodh Matadin, com quem fez uma série de trabalhos para a Vogue francesa, W, Jean Paul Gaultier e Gucci.


“Voltei à cor antiga logo depois dessa série de ensaios. Aquela sobrancelha era só uma imagem que fazia parte de um conceito mais fashion, para trabalhos específicos”, explicou a modelo ao G1 na noite de quarta-feira (20), antes de desfilar na SPFW.


Marlene Dietrich

A top baiana Adriana Lima, figura frequente nas listas das celebridades mais sexies do mundo, foi uma das primeiras a aparecer com o look nada convencional. Em caráter provisório, diga-se – ela pintou de branco a farta sobrancelha castanha para um anúncio da grife Givenchy.


O maquiador Manu Cruz, que trabalha nos bastidores da SPFW, diz que não aprova a nova moda das tops. Mas reconhece que ela facilita seu trabalho.


“Às vezes tem menina que chega aqui com uma sobrancelha cheia, meio Malu Mader, que vira um drama na hora de preparar um make mais elaborado”, conta Cruz. “E se você olhar não é tão feia essa não-sobrancelha... Lembra um pouco Marlene Dietrich...”.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário